polícia confirma identidade de dois corpos encontrados em cisterna

Corpos são de Thiago Gabriel Belchior marido da cabeleireira, e de Claudia Regina Marques de Oliveira, ex-mulher do sogro de Elizamar




Cisterna onde mais três corpos foram encontrados em Planaltina (Reprodução - TV Globo)

Cisterna onde mais três corpos foram encontrados em Planaltina (Reprodução – TV Globo)

Foto: Reprodução: TV Globo

Dois dos três corpos encontrados em uma cisterna na região de Planaltina, no Distrito Federal, cerca de cinco quilômetros de onde a família da cabeleireira Elizamar da Silva, 39, havia sido mantida em cativeiro, foram identificados. Os corpos são de Thiago Gabriel Belchior, de 30 anos, marido dela, e de Claudia Regina Marques de Oliveira, ex-mulher de do sogro de Elizamar e pai de Thiago. A informação foi confirmada ao Terra pela Polícia Civil nesta terça-feira, 24.

Até o momento, cinco dos dez desaparecidos já foram identificados. São eles:

• Elizamar, de 39 anos;

• os gêmeos Rafael e Rafaela, de 6 anos;

• Gabriel, de 7 anos;

• Marcos Antônio Lopes de Oliveira, (sogro da cabeleireira), de 54 anos.

•  Thiago Gabriel Belchior, de 30 anos, marido de Elizamar.

•  Claudia Regina Marques de Oliveira, ex-mulher de Marcos Antônio Lopes de Oliveira, sogro de Elizamar e pai de Thiago.

Os corpos de Claudia e Thiago foram encontrados na madrugada desta terça. Um terceiro corpo, de uma mulher, estava junto, mas ainda não tem identificação. Com isso, o total de corpos encontrados chegou a 10, assim como o número de desaparecidos. Até o momento, somente Ana Beatriz Marques de Oliveira, filha de Claudia e Marcos Antônio, está desaparecida.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Ricardo Viana, um dos suspeitos presos pelo crime colaborou com a polícia e forneceu a localização das vítima

Relembre o caso

O caso veio à tona no último sábado, 14, com a denúncia do desaparecimento de Elizamar e dos três filhos. O carro dela foi encontrado carbonizado, em uma rodovia estadual de Cristalina, em Goiás, onde havia quatro cadáveres no seu interior, todos carbonizados.

No domingo, 15, as autoridades receberam a denúncia de que mais quatro pessoas da mesma família tinham desaparecido: Thiago, Marcos, Renata e Gabriela. Outro carro, pertencente ao sogro da cabeleireira, foi encontrado também carbonizado, com dois corpos.

Com a investigação, a Polícia Civil do Distrito Federal chegou a três suspeitos, e agora procura pelo quarto: Carlomam dos Santos Nogueira, de 26 anos, que teria relação com Horácio Carlos, de 49 anos, e Gideon Batista, 55, que já foram presos pela participação no crime. 

Um terceiro homem, de 34 anos, foi localizado e teria participado da vigilância das vítimas enquanto eram mantidas em cárcere privado em uma residência em Planaltina. 

A Polícia Civil ainda procura um quarto envolvido no caso. Carloman dos Santos Nogueira, vulgo Carlinhos, é acusado de ser um dos executores das vítimas. Digitais dele foram localizadas em vários locais do cativeiro e no veículo Renault/Senic. Ele ainda está foragido, e, segundo a Polícia, é integrante de uma facção criminosa.