Horácio contratou adolescente para transportar móveis de Marcos até cativeiro

postado em 24/01/2023 23:38 / atualizado em 25/01/2023 00:34

 (crédito: Darcianne Diogo/CB/D.A.Press)


(crédito: Darcianne Diogo/CB/D.A.Press)

O adolescente, de 17 anos, apreendido por suspeita de participação na chacina contra uma família contou, em depoimento, que foi contratado por Horácio Carlos, 49, — um dos presos — para fazer a mudança dos móveis da casa de Marcos Antônio Lopes, 54, sogro da cabeleireira Elizamar da Silva, 37, para a residência onde funcionou o cativeiro em que vítimas foram mantidas como reféns. 


O valor a ser pago era de R$ 5 mil. O menor chegou a receber R$ 2 mil de Horácio. O Correio apurou que o serviço estipulado para ele seria de transportar os móveis da chácara de Marcos até a casa alugada por Horácio, na Vila do Sol, em Planaltina. Foi nessa residência, que a esposa, a ex-mulher e as duas filhas de Marcos, Renata Belchior, Cláudia Regina, Gabriela Belchior e Ana Beatriz foram amordaçadas, vendadas e amarradas antes de serem carbonizadas e mortas. 

O adolescente foi apreendido na noite desta terça-feira (24/1), pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). Ao Correio, o segundo tenente Yuri, da PMDF, confirmou a apreensão. Segundo ele, o adolescente estava na residência de um amigo. Uma segunda pessoa foi conduzida à delegacia. Segundo informou o tenente, não há indícios de que o homem esteja envolvido na chacina, mas prestará depoimento na delegacia por ter sido encontrado na companhia do adolescente.

Chacina

A maior chacina da história do Centro-Oeste abalou todo o país. Dez pessoas da mesma família foram mortas de maneira brutal. São elas: a cabeleireira Elizamar da Silva, 37, e os filhos, Gabriel, 7, e os gêmeos Rafael e Rafaela, 6; o marido dela, Thiago Belchior, 30; os sogros de Elizamar, Renata Juliene Belchior, 52, e Marcos Antônio Lopes, 54; a filha de Renata, Gabriela Belchior, 25; a ex-mulher de Marcos, Cláudia Regina, e a filha do casal, Ana Beatriz — a única que ainda não teve o corpo identificado.

Na noite dessa segunda-feira (23/1), os policiais civis localizaram três corpos dentro de uma fossa, no Núcleo Rural Santos Dumont, em Planaltina. Laudo do IML confirmou as identidades de Thiago e Cláudia. Ainda não foi possível a identificação do terceiro corpo, mas, segundo as investigações, a suspeita é de que seja de Ana Beatriz.

Cobertura do Correio Braziliense

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Correio Braziliense nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram, no TikTok e no YouTube. Acompanhe!