Aps desgaste, Zema confirma presena em reunio de Lula com governadores – Politica

O governador mineiro Romeu Zema, do Novo
Zema (foto) vai participar do frum entre governadores estaduais e Lula (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)

O presidente Luiz Incio Lula da Silva (PT) e o governador mineiro Romeu Zema (Novo) tm encontro confirmado na manh de sexta-feira (27/1), em Braslia (DF). Nesta tera-feira (24/1), a equipe de Zema informou, ao Estado de Minas, que ele vai participar da reunio convocada por Lula para ouvir, dos governadores, os trs projetos federais considerados prioritrios para cada unidade da federao.Zema vai conversar com Lula menos de duas semanas aps sugerir “vista grossa” do governo federal ante o movimento golpista que tomou os prdios dos Trs Poderes no dia 8 deste ms. A fala gerou reaes pblicas de ministros do governo petista, como Flvio Dino, da Justia, e Alexandre Silveira, de Minas e Energia.

O governo no confirma a pauta que Zema pretende levar reunio, marcada para ocorrer no Palcio do Planalto. Apesar disso, em novembro do ano passado, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) enviou, ao gabinete de transio, um documento que compilava as pautas consideradas essenciais para Minas.

No dossi montado pela Seinfra, estavam temas como a defesa da concesso, iniciativa privada, de um trecho da BR-381 – entre Belo Horizonte e Governador Valadares. As vendas do metr belo-horizontino e das Centrais de Abastecimento de Minas Gerais S/A (CeasaMinas). O apoio a aeroportos regionais do estado tambm foi reivindicado.

Crise pblica entre Zema e ministros

No dia seguinte aos atos terroristas na capital federal, Zema foi a Braslia participar de uma reunio com Lula e outros chefes dos Executivos estaduais. O encontro simbolizou ato de defesa da democracia e repdio a pedidos inconstitucionais de interveno militar. Na semana passada, porm, o governador mineiro levantou a hiptese de condescendncia das autoridades federais com os extremistas que depredaram o Planalto, o Congresso Nacional e a sede do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Me parece que houve um erro da direita radical, que minoria. Houve um erro tambm, talvez at proposital, do governo federal, que fez vista grossa para que o pior acontecesse e ele se fizesse, posteriormente, de vtima. uma suposio. Mas as investigaes vo apontar se foi isso”, disse, em entrevista “Rdio Gacha”.

Ao condenar a postura de Zema, o mineiro Alexandre Silveira classificou a declarao como “absurda” e “estarrecedora”. “Essa postura em nada colabora para a apurao dos fatos criminosos nem para a pacificao que se espera do Pas. Ao contrrio, inventa teorias absurdas. As aes criminosas de extremistas em atos antidemocrticos so inadmissveis e devero ser punidas com o rigor da lei”, rebateu.

Dino, por sua vez, comparou o poltico do Novo ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). A declarao gerou reaes. 

“Me espanta que o governador Zema tente vestir a roupa do Bolsonaro. No cabe nele. preciso que ele tenha algum amigo sincero que diga a ele… Primeiro porque Minas Gerais a terra de Tiradentes, de Tancredo Neves, a terra da democracia… Ento no possvel que um governador de modo vil se alinhe extrema direita para proteger terroristas

Reunio promessa de campanha

Desde antes do primeiro turno eleitoral, Lula vinha falando sobre a ideia de promover um frum com todos os governadores. Segundo ele, a ideia debater “os interesses de cad estado”.

“No quero saber de que partido o governador. A nica coisa que me interessa saber que ele foi eleito. E, se ele foi eleito, tenho que respeit-lo, da mesma forma que quero que me respeitem, pois fui eleito”, pontuou.